Atenção!!! Seu navegador não suporta funções programação (JAVASCRIPT), portanto não poderá acessar diversas funcionalidades deste site! RECOMENDAMOS ATUALIZAR O SEU NAVEGADOR!!! Atenção!!! Seu navegador não suporta funções programação (JAVASCRIPT), portanto não poderá acessar diversas funcionalidades deste site! RECOMENDAMOS ATUALIZAR O SEU NAVEGADOR!!!



Login escolas
OBA - Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica
Página Inicial Intranet - Acesso Restrito Extranet - Acesso Restrito

Galeria de Fotos OBA e MOBFOG
[ Voltar ]

Peça Teatral "O Sistema Solar" - 2001  
PEÇA TEATRAL: O SISTEMA SOLAR

Vanessa Crituchi Quartin Lopes
Acadêmica do Curso de Letras da FAFIJAN de Jandaia do Sul


Se você preferir, faça o download da peça em formato .PDF.







 
  • PERSONAGENS:

    1. SOL
    2. LUA
    3. TERRA
    4. VÊNUS
    5. MARTE
    6. JÚPITER
    7. SATURNO
    8. NETUNO
    9. PLUTÃO
    10. URANO
    11. MERCÚRIO

  • Cenário: Pouca luz:pano preto representa o universo. Algumas estrelas de vários tamanhos.
    Inicia-se a cena com efeitos sonoros (c�smicos). Todos os planetas giram em torno do sol. A Terra gira em torno do sol e de si mesma. A lua gira em torno da Terra.



    TERRA: Ai. Ui, Ai, Ui !!!

    SOL: O que foi Terra?

    TERRA: Ai sol alguma coisa est� acontecendo comigo. Estou sentindo alguns movimentos estranhos.

    MARTE: Movimentos estranhos? H� milhares de anos voc� faz esses movimentos estranhos, � dif�cil compreender que gra�a tem ficar girando, girando, girando... em torno de si mesma.

    TERRA: Meu amigo Marte esses movimentos s�o extremamente necess�rios. Quando giro em torno de mim mesma acontece a rota��o, um giro completo dura 24 horas, proporcionando ao ser humano o dia e a noite. Meu movimento ao redor do sol leva 365 dias, um ano inteiro e d�-se nome de transla��o.

    SOL: O que voc�s est�o dizendo? Todos giram ao meu redor. Sou o Astro Rei.

    TERRA: �! Mas por muito tempo alguns s�bios afirmavam que eu era o Centro do Universo e todos voc�s giravam em torno d'euzinha.

    MERC�RIO: Galileu Galilei, Astr�nomo e Matem�tico acabou com essa farsa. Hoje sabemos muito bem que voc� n�o passa de um simples planeta, assim como n�s.

    TERRA: � Merc�rio! Mas voc�s n�o se esque�am que sou a �nica que pode abrigar seres humanos proporcionando �gua, oxig�nio, luz, enfim a vida.

    SATURNO: Sim mas eu sou considerado o mais belo de todos os planetas.

    J�PITER: Sou o maior! N�o sei porque o ser humano escolheu voc� para viver. Tenho espa�o sobrando para todos. Um dia, ir�o me descobrir querida Terra, bay, bay !!!

    PLUT�O: Ei, companheiros para que essa afli��o? Sou o mais novo dos planetas, fui descoberto esses dias 1930 e n�o estou nem um pouco preocupado com o ser humano. Dou gra�as por n�o se interessarem por mim.

    URANO: Nossa Plut�o que rebeldia!

    PLUT�O: Rebeldia Urano? Ser� que voc�s notaram como nossa amiga Terra est� acabadinha? O ser humano aos poucos est� destruindo-a .

    TERRA: Ui, Ui, Ai, Ai...

    PLUT�O: Viram s�? Com certeza o respons�vel por todo esse au� da Terra � o ser humano.

    NETUNO: O que foi agora Terra vai me dizer que a humanidade est� novamente em guerra.

    TERRA: N�o Netuno n�o � guerra n�o! � algo estranho, n�o consigo decifrar.

    V�NUS: Ai, Ai, Ai... Vai ver est�o desmatando mais uma floresta.

    TERRA: Fique quieta V�nus, n�o tire conclus�es precipitadas me arrepio s� de pensar que meu oxig�nio est� em perigo.

    PLUT�O: Viram s�! Por essa raz�o � que n�o quero a humanidade vivendo em mim!

    SOL: Quantas besteiras, sabemos que o ser humano involuntariamente machuca a Terra mas ela teve muito mais gra�a depois que foi habitada.

    SATURNO: E antes deles chegarem n�o existia ningu�m para nos admirar. Fique sabendo que meus an�is s�o muito admirados.

    PLUT�O: Saturno n�o diga isso! Olhe para a Terra, parece doente! O ser humano � um v�rus, uma doen�a.

    MARTE: Que exagero Plut�o chego a ficar vermelho de vergonha.

    PLUT�O: Exagero nada Marte, vou continuar assim, cada vez mais afastado de voc�s, principalmente da Terra.

    MERC�RIO: Que covardia! Eu que sou o menor de todos n�o tenho medo. E olha que fica pertinho da Terra!!

    TERRA: Ai, Ai, Ui, Ui...

    URANO: Ih! Come�ou de novo! Astro rei, o que acha de tudo isso?

    SOL: Eu? Tudo isso me preocupa Urano. Meus raios solares est�o afetando a Terra devido a destrui��o da camada de oz�nio da nossa companheira, tenho medo de machuc�-la ainda mais.

    TERRA: N�o se preocupe Sol, sou forte e sei me defender o que me preocupa � o bem estar da humanidade.

    PLUT�O: O que � isso? Voc� est� cega, como pode perdoar tanta agress�o?

    TERRA: Uma boa m�e sempre perdoa os erros dos filhos.

    NETUNO: Ei Lua, por que est� t�o calada? O que acha de tudo isso?

    LUA: �! Tamb�m estou preocupada, mas tenho um papel importante para o ser humano.

    TERRA: Eles lhe adoram Lua. Dizem que at� para plantarem seguem o seu ciclo. A Senhora � uma grande inspiradora de poetas e amantes.

    PLUT�O: Grande coisa! E assim desperta a curiosidade deles. Isso � preocupante!

    TERRA: Ui, Ui, Ai, Ai...

    URANO: O que ser� que eles est�o aprontando agora?

    PLUT�O: Mas � muito f�cil! Polui��o, queimadas, agress�o ao solo, matan�a de animais...

    TERRA: Que horror! Ser� que n�o daria para ser um pouquinho otimista?

    PLUT�O: Imposs�vel com esses predadores � solta.

    TERRA: Ai, Ai, Ui, Ui...

    PLUT�O: Viram s�.

    URANO: Terra nos diga o que realmente voc� est� sentindo. � dor?

    TERRA: N�o! Desta vez n�o � dor!

    (barulho de foguete)


    SOL: Ei ou�am, que barulho � esse?

    LUA: N�o sei mas parece perto. PLUT�O: Ai eu vou � ficar quietinho aqui.

    TERRA: Ai, Ai, Ui, Ui...

    (barulho de foguete)

    SATURNO: Terra estamos curiosos, o que est� acontecendo?

    NETUNO: �, nos diga! Estamos ansiosos.

    TERRA: O ser humano est�...

    URANO: Est� o que?

    TERRA: N�o sei acho que...

    V�NUS: O que, fale logo?

    TERRA: N�o me apresse Estrela Dalva.

    V�NUS: N�o me chame desse nome.

    J�PITER: Ora, parem com isso! Terra se concentre!

    TERRA: N�o consigo descobrir, � algo que nunca aconteceu. Ai, Ui, Ai, Ui...

    PLUT�O: Viram ela n�o consegue reconhecer a pr�pria morte, est� cega, eu heim!

    BARULHO

    MARTE: Ou�am!!!

    TERRA: Eu sei, acho que sei o que est� acontecendo!

    MERC�RIO: Ela sabe, Ela sabe, Ela sabe.

    MARTE: Nos diga Terra!! Terra chora.

    V�NUS: Viram, eu avisei!

    SOL: Ora, pare de chorar e nos diga agora: o que est� acontecendo?

    TERRA: � que... (chora)

    V�NUS: Ah n�o, pare de choramingar e nos diga logo.

    SOL: Terra, se n�o parar de chorar e nos dizer o que est� acontecendo jogarei meus raios solares em voc� e te destruirei.

    (Terra, para e pensa)

    TERRA
    : Esta bem tenho que ser forte. O ser humano est� me deixando.

    TODOS: Oh!

    SOL: Te deixando? Como assim?

    TERRA: Est� indo embora para conquistar o espa�o.

    J�PITER: N�o sendo o meu.

    PLUT�O: Conquistar o espa�o, eles que fiquem l� no deles, no meu espa�o mando eu.

    MARTE: Todos eles?

    TERRA: N�o, apenas astronautas embarcando em um foguete que chamam de Apolo 8.

    TODOS: Oh!

    SOL: E para onde v�o?

    TERRA: Aonde? N�o sei!!!

    TODOS: Oh!!!

    PLUT�O: Tenho que sair daqui, o v�rus est� solto. O QUE FA�O? Me ajudem!

    MARTE: Ora, acalme-se. Voc� � um planeta ou um aster�ide?

    PLUT�O: N�o me chame de aster�ide, viu! Eu s� estou com medo, vivi tanto tempo sem ser descoberto, agora eu corro o risco de ser invadido por esses, por esses seres humanos.

    TERRA: Ai, Ui...

    URANO: Come�ou de novo.

    TERRA: Descobri, descobri para onde est�o indo.

    MARTE: Com certeza, est�o � minha procura. Sou o planeta maior pr�ximo da Terra.

    TERRA: N�o Marte voc� est� errado, est� indo em outra dire��o.

    PLUT�O: Ai, Ui, eu vou � entrar em �rbita!

    NETUNO: Vieram � minha procura. O ser humano adora minha cor azul esverdeado, vai ver pensa que tenho �gua e plantas como a Terra.

    TERRA: N�o, n�o. O ser humano n�o est� a procura de outros planetas.

    TODOS: N�o?

    TERRA: N�o.

    SOL: Ei, eles n�o seriam nem bobos de quererem me habitar n�o conseguiram ao menos chegar pr�ximo � mim. Virariam churrasquinho.

    URANO: N�o est�o � procura de planeta e sabem que o calor do Sol � insuport�vel, s� resta...

    TODOS: A Lua.

    LUA: Eu? O que querem comigo?

    TERRA: N�o sei colega. Mas est�o indo em sua dire��o.

    PLUT�O: Querida Lua foi t�o bom te conhecer.

    J�PITER: Seja forte companheira.

    (Barulho)

    LUA: Ai, Ui, Ai, Ui.

    TERRA: E eles chegaram.

    PLUT�O: Pobre amiga! (Lua come�a a rir). Que sensa��o gostosa, est�-me fazendo c�cegas. (risadas)

    MERC�RIO: Parece que n�o � t�o ruim assim!

    SOL: Nos diga Lua como voc� est�?

    LUA: Me sinto preenchida e feliz.

    PLUT�O: N�o claro que n�o, est�o felizes, no princ�pio tiveram medo mas agora...(suspiros) � emocionante.

    (Barulho foguete)

    LUA: Ai, Ui.

    PLUT�O: Era bom demais para ser verdade! J� colocaram as manguinhas de fora.

    LUA: Ei, espere, n�o v�o embora.

    SOL: Est�o indo embora?

    LUA: Sim, que pena, acho que n�o gostaram de mim. (chorar)

    PLUT�O: Foi t�o bom assim?

    LUA: Foi.

    PLUT�O: Ent�o o que estamos esperando vamos chamar a aten��o deles, para virem nos visitar.

    J�PITER: Ora só, longe do jeito que você está, até parece que irão lhe achar.

    SATURNO: Virão em busca de meus anéis.

    MARTE: Sou vermelho, e vermelho chama a atenção.

    TERRA: (se dirige ao público) E uma coisa eles tem razão a humanidade tem o grande sonho de conquistar o espaço não sabemos quando será, mas uma coisa é certa, estão tentando e nós continuaremos aqui a sua espera.


    Música

    FIM

 


[ Voltar ]


 

Fale Conosco